Porque em dias de frio quando respiramos, soltamos “fumaça” pela boca?

14 de Setembro de 2012 at 11:24 Deixe um comentário

Andre Kogempa Cavalcanti 
Aluno do 3º ano do curso de Licenciatura em Física (2011)

Para que permaneçamos vivos, um processo biológico fundamental que fornece energia para a realização de tarefas e ao nosso metabolismo se faz presente: a respiração. Nesse processo a reação química mais importante aparece da seguinte forma: A glicose, fonte energia dos seres humanos, reage com o oxigênio, que está presente no ar que respiramos. Eles são os reagentes da reação. Os produtos que aparecem depois que a reação química for concluída são, o gás carbônico e a água.O que acontece é que, a água vinda da respiração é na forma de vapor e por isso impede a visão humana de detectá-la, principalmente quando a temperatura ambiente esta próxima da temperatura corporal.

Em dias de frio, no entanto, conseguimos visualizá-la .Como a diferença de temperatura entre o corpo e o ambiente é maior, a água passa por um estágio de condensação, que é o processo físico responsável pela passagem da água do estado gasoso para o líquido. E assim conseguimos visualizar a “fumaça”, que nada mais é que a água no estado líquido.

(Atividade elaborada pelos alunos do curso de Física na disciplina de Estágio Supervisionado I no ano de 2011, sob a orientação do Prof. Msc. Ricardo Francisco Pereira).

Entry filed under: Sem categoria. Tags: , , , , , , , , , , .

Por que o congelador fica na parte superior da geladeira? Você conhece a Candida?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: