Uma MULHER que fez a diferença

5 de Março de 2014 at 11:50 Deixe um comentário

Marcelo Alberto Elias

Biólogo – Professor / Mestrando em Biologia Comparada – UEM

 

Rachel Carson

O dia internacional da Mulher está ai e mais uma vez lojas oferecerão rosas, mensagens, propagandas feministas entre outras manifestações de reconhecimento para elas. Esse dia é associado a uma luta das mulheres por melhores condições de trabalho, vida, reconhecimento e direito ao voto.

Entretanto não podemos nos esquecer das mulheres que marcaram época, contribuindo com a Ciência, como RACHEL CARSON, bióloga, zoóloga e escritora americana, cujo trabalho principal, Silent Spring (Primavera Silenciosa)Silent Spring publicado em 1962 e traduzido em 1964, é geralmente reconhecido como o grande impulsionador do movimento global sobre o Ambiente.

Essa mulher foi capaz de ir além do censo comum das pesquisas de sua época e adentrar em uma área polêmica que futuramente desencadearia uma “avalanche” de outras pesquisas sobre o assunto, os efeitos do dicloro-difenil-tricloroetano (o inseticida DDT) no ambiente.

Em suas páginas, Carson denunciou vários efeitos negativos do uso do DDT em plantações e em campanhas de prevenção de doenças. Esse pesticida, mostrou ela, atinge todo o ecossistema – solo, águas, fauna e flora – e entra na cadeia alimentar, chegando aos humanos.

Justamente por ser uma denuncia científica bastante polêmica, ela trabalhou juntamente com outros pesquisadores durante quatro anos com a finalidade de publicar informações cientificamente comprovadas.

No meio dessa trajetória Rachel foi surpreendida por um câncer que fez os trabalhos atrasarem um pouco, mas mesmo assim ela não desistiu do seu objetivo que era: ALERTAR AO MUNDO DO RISCO DE UMA ESTAÇÃO SEM PÁSSAROS.

MAS SERÁ QUE FOI FÁCIL? Ir contra os fabricantes de pesticidas não foi nada fácil eles tentaram de todas as maneiras desacreditarem sua pesquisa chamando-a de “freira da natureza”, “solteirona”, “feiticeira”, insinuando que deveria se calar apenas pelo fato de ser uma mulher.

A habilidade que a escritora possuía de aproximar o conhecimento cientifico através de uma linguagem popular fez do seu livro um dos mais vendidos e relevantes no mundo.

Primavera Silenciosa, trabalho que consagrou Carson, pode ser entendida por todos como um exemplo de: META, GARRA, SERIEDADE CIÊNTIFICA, ÉTICA E COMPROMISSO COM O PLANETA.

Mesmo sem ver o resultado de sua luta, pois morreu em 1964, seus objetivos foram alcançados. O pesticida foi proibido em  180 países e  seu uso restrito em outros. Assim, as nossas primaveras continuam “barulhentas” com muitos pássaros celebrando em nome de Rachel Carson.

Então! Fica a pergunta a todos, mas em especial as mulheres desta época. QUAL SERÁ A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O SEU TEMPO? Até que ponto você estará disposta a defendê-la?

RESUMINDO… qual será o resultado da sua equação? 2

 

 

Entry filed under: Sem categoria. Tags: , , , , .

Rita Levi-Montalcini: a dama da pesquisa italiana Dia Internacional das Mulheres

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: