Endometriose x Infertilidade

27 de Abril de 2014 at 14:51 Deixe um comentário

Por: Tamy Taianne Suehiro

Mestranda em Biociências e Fisiopatologia pela UEM

A endometriose é uma doença caracterizada pela presença de tecido endometrial fora do útero, podendo comprometer diversos locais como, por exemplo, ovários, peritônio, ligamentos uterossacros, região retrocervical, septo retovaginal, além de bexiga, reto, colo sigmoide e outras porções do tubo digestório. É uma das afecções benignas mais comuns durante o período de vida reprodutiva da mulher, em todos os grupos étnicos e sociais.

As causas ainda são pouco conhecidas apesar de haver muitos estudos nessa área.

Fonte:trocandofraldas.com.br/endometriose

Fonte:trocandofraldas.com.br/endometriose

As células endometriais que crescem fora do útero, ao contrário das células endometriais uterinas, não descamam durante a menstruação, mas permanecem no local. Algumas vezes elas podem sangrar, porém se reconstituem e são estimuladas a cada ciclo. Esse processo contínuo provoca os sintomas da endometriose.

Fonte: mdemulher.abril.com.br

Fonte: mdemulher.abril.com.br

Os principais sintomas são:

  • Cólica menstrual;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Alterações menstruais;
  • Dor pélvica crônica;
  • Infertilidade.

 

 

 

Existe um grande problema em relação ao diagnóstico, pois os estudos mostram que existe uma demora acentuada entre o início dos sintomas e o diagnóstico da doença.

Os exames realizados para diagnóstico da endometriose são: videolaparoscopia, ultrassom transvaginal e exame pélvico.

O tratamento depende de fatores como:

  • Idade;
  • Gravidade dos sintomas;
  • Gravidade da doença;
  • Se a paciente deseja ter filhos.

Os tratamentos são:

  • Uso de hormônios;
  • Tratamento cirúrgico.

Muitas mulheres sofrem com a infertilidade quando se tem a endometriose. É conhecido que quanto maior o grau da doença mais difícil será conseguir uma gestação espontânea. Mulheres com endometriose de grau leve, quando tratadas corretamente, têm grandes chances de engravidar espontaneamente. Mas quando o grau da doença é maior, a dificuldade também é maior. Nesses casos são necessárias cirurgias extensas e métodos de reprodução assistida.

Quando a mulher apresentar sintomas como cólicas menstruais, dores pélvicas sem estarem menstruadas, dores nas relações sexuais, entre outros sintomas, é importante procurar um clínico para avaliar o caso. Quanto mais precoce for o diagnóstico, mais efetivo será o tratamento e evita-se um possível caso de infertilidade.

Para saber mais sobre endometriose acesse:

Entry filed under: Sem categoria. Tags: , .

Giardíase: ainda um problema!? O mundo nas pontas dos dedos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: