EIXO HIPOTÁLAMO-HIPOFISÁRIO E O CICLO MENSTRUAL

15 de Outubro de 2014 at 20:39 Deixe um comentário

Angela Renata Longhi

Bióloga

 

O hipotálamo, constituinte do sistema nervoso central, é uma estrutura localizada na região central do diencéfalo logo abaixo do tálamo e acima da glândula hipófise. Funciona como um centro de integração entre o Sistema Nervoso Autônomo e o Sistema Endócrino. Ele atua no controle e regulação das funções viscerais, da secreção de hormônios, do comportamento emocional e sexual, da temperatura corporal, da sensação de fome e sede e do rítmo circadiano (sono e vigília). Já a hipófise é uma pequena glândula de cerca 1,3 cm de diâmetro, que se encontra na face inferior do encéfalo, abaixo do hipotálamo. Possui um lobo anterior (adeno-hipófise) e um lobo posterior (neuro-hipófise). Ela libera nove importantes hormônios, entre eles, relacionados diretamente com o ciclo menstrual, estão o folículo-estimulante (FSH) e o hormônio luteinizante (LH).

ddd

 O ciclo menstrual ou reprodutivo de uma mulher dura cerca de 28 dias e tem a função de preparar seu organismo para a concepção de um novo ser vivo. Cada ciclo inicia no primeiro dia de menstruação e termina na véspera do primeiro dia de outra menstruação. É dividido em três fases:

– Fase Folicular: os folículos são cavidades dentro dos ovários que contêm líquido e ovócitos (óvulos imaturos). Já estão formados desde a 8ª semana de vida embrionária da mulher, porém só são ativados na puberdade, quando o hipotálamo libera o hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) que, por sua vez, induz a hipófise a secretar o hormônio FSH. O FSH é responsável pelo crescimento de vários folículos ao mesmo tempo, porém somente um, que chegar primeiro à maturação, começará a liberar estrogênio, um hormônio ovariano que estimula o espessamento da parede interna do útero (endométrio) e induz a hipófise a secretar o LH. O LH estimula o folículo maduro a se romper e este liberta o ovócito.

– Ovulação: após a liberação de LH e, consequentemente, do ovócito, este é transferido para o útero através das tubas uterinas e pode sobreviver até 72 horas. Caso não for fecundado, é desintegrado após esse período.

– Fase Lútea: o restante das células do folículo que se rompeu continua a receber LH  e transforma-se no corpo lúteo, estrutura amarelada que secreta estrogênio e progesterona, outro hormônio ovariano que prepara a maturação do endométrio para a gravidez. Caso não ocorra a fecundação, o corpo lúteo se degenera e o endométrio se desfaz, ocorrendo a menstruação e outro ciclo se incia. Se houver a fertilização, o corpo lúteo mantém-se ativo por uns cinco meses, sustentado pela gonadotrofina coriônica humana (hCG) produzida pelo embrião, que mantém a gestação inibindo a menstruação. Nos próximos meses de gestação a placenta é quem irá nutrir o feto.

555

Entry filed under: Sem categoria. Tags: , , , .

LÍQUIDO CEFALORRAQUIDIANO MAL DE PARKINSON

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: