A Melatonina: O “super remédio”?

21 de Novembro de 2014 at 11:19 Deixe um comentário

Bruna de Lima Piccinin Marçal Costa

Graduada em odontologia

 

 Uma substância fabricada naturalmente pelo nosso organismo está despontando na mídia como um “super remédio”. Ela é um hormônio chamado melatonina. Conhecida há 2000 anos, a melatonina, em humanos, é produzida por uma estrutura do sistema nervoso central.

O que está atraindo o interesse nesse hormônio são os estudos que mostraram que a melatonina quando administrada em pacientes pode induzir o sono sendo utilizada como terapia para as perturbações do sono, como a insônia, e nos transtornos decorrentes da mudança de fuso.

Como a produção de melatonina diminui com a idade, várias revistas de mídia e sites na internet trazem a informação de que a melatonina é uma espécie de “fonte da juventude”. Ela seria capaz até de reverter a passagem do tempo, mas para isso ainda não existe comprovação cientifica.

A melatonina é produzida pela glândula pineal que tem a forma de um cone de pinha (pineal) e no adulto mede 8 mm de comprimento por 4 mm de largura e pesa 0,1 a 0,2 gramas, ela é a principal estrutura do epitálamo. O epitálamo é uma pequena região do diencéfalo. Para melhor compreensão da sua localização é necessário aprofundar os conhecimentos anatômicos a cerca da parte central do sistema nervoso humano. Esse sistema é formado pelo encéfalo e pela medula espinal que fica dentro do canal vertebral, enquanto o encéfalo fica alojado dentro do crânio e é subdividido em: telencéfalo, diencéfalo, cerebelo e tronco encefálico. O diencéfalo se divide em estruturas chamadas: tálamo, hipotálamo, epitálamo e subtálamo. Ele se expressa por meio do sistema nervoso autônomo, coordenando atividades da vida vegetativa, por exemplo, fome, sede, temperatura, sono e vigília. Na face posterior do diencéfalo está localizada a glândula pineal que está conectada a o epitálamo.

Na glândula pineal a produção da melatonina ocorre por meio de enzimas que transformam a serotonina em melatonina, o principal estimulo para sua produção inicia na retina, que percebe os impulsos claro-escuro, sendo que a melatonina é produzida somente no escuro, por isso funciona como um sinalizador, para o meio interno do dia e da noite. Dessa forma essa glândula é uma das estruturas principais responsáveis pelo ritmo biológico humano que adapta o organismo as flutuações do ambiente.

Funcionalmente, como essa região identifica as flutuações de luz? A luz incide na retina e estimula as células fotossensíveis, que por meio do nervo óptico chegam ao hipotálamo, estrutura que se localiza abaixo do tálamo e corresponde a 1% do volume do encéfalo, que ao receber essas informações da retina, sincroniza os ritmos internos com o ritmo de claro e escuro do ambiente externo, o que permite a sincronização com as 24 horas de um dia.

Apesar de já se ter conhecimento que a melatonina é um potente indutor do sono, não se sabe como ela se comporta nas várias alterações do sono. Também ainda não foram descritos seus efeitos colaterais. Assim, mesmo que muito interessante, seu uso na aplicabilidade clínica merece ser mais estudado. É sabido que o excesso dela no período diurno pode causar sensações de cansaço, fadiga e sonolência, inclusive depressão e que as pessoas que tem depressão endógena têm menos serotonina e mais melatonina do que as que não estão deprimidas. Então é necessária muita cautela no seu uso, essa substância só pode ser usada depois de uma indicação médica.

Entry filed under: Sem categoria. Tags: , , .

DIFICULDADE SOCIAL: TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO Qual seria o nosso papel na luta contra as DST/Aids?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: