TERAPIA FOTODINÂMICA: uma nova possibilidade de tratamento para micoses.

15 de Setembro de 2015 at 15:06 Deixe um comentário

Gabrielle Marconi Zago Ferreira Damke, farmacêutica, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Biociências e Fisiopatologia.

 

As micoses são doenças causadas por microrganismos chamados fungos.Quando a infecção acomete a pele, de uma maneira mais profunda e invade pelos e unhas, são chamadas de dermatofitoses.

O tratamento para essas doenças pode ser realizado através de cremes e pomadas aplicados diretamente no local ou ainda pela ingestão de comprimidos quando a lesão é extensa ou persistente. Porém, o tratamento por via oral apresenta efeitos indesejados, sendo em alguns casos, tóxico para o fígado e interagindo com outros medicamentos que o paciente pode estar ingerindo ao mesmo tempo. A terapia é demorada e exige paciência. Além disso, os casos de recaída são muitos, pois quando o tratamento é iniciado ocorre uma melhora que o paciente entende como cura e abandona o tratamento, porém dias depois o problema reaparece.

Pensando nessa dificuldade de tratamento, pesquisadores do Hospital Universitário Miguel Servet em Saragoça, quinta maior cidade da Espanha, desenvolveram um novo tratamento que hoje é a esperança para diversos tipos de doença, como o câncer, por exemplo.

Esse novo tratamento, chamado de terapia fotodinâmica, consiste em um medicamento que após exposto a luz se torna ativo e exerce seu efeito. No caso do estudo em questão, após a ativação pela luz o medicamento é capaz de matar o fungo causador da micose.

A ação deste novo medicamento foi avaliada apenas para fungos causadores de dermatofitoses, que foram previamente cultivados em laboratório. O medicamento chamado Hipericina, é um composto extraído da planta Hypericumperforatum, conhecida como Erva de São João. Ele foi adicionado aos recipientes que continham os fungos e expostos a uma luz de LED. Os pesquisadores observaram que após a exposição à luz, a quantidade de fungos presentes nos recipientes diminuiu consideravelmente, concluindo que o medicamento era fungicida, ou seja, tem a capacidade de matar o fungo. A ação fungicida do medicamento só é observada quando ele é exposto à luz, na ausência dela, o efeito esperado não ocorre.

Testes em humanos ainda não foram realizados, porém os pesquisadores espanhóis afirmaram que este medicamento é muito promissor para o tratamento das micoses de unha, pele e cabelo.

 

Paz-Cristobal,M. P. et. al. In vitro fungicidalphotodinamiceffectofHypericinonTrichophyton spp. Mycopathologia. 178:221-225, ago/2014.

 

Link do resumo do artigo: http://link.springer.com/article/10.1007%2Fs11046-014-9797-6

 

Figura 1: Após a aplicação do medicamento, a superfície corporal a ser tratada pela terapia fotodinâmica deve ser exposta a luz.

Fonte: http://inspirandosalud.blogspot.com.br/2013/05/tratamiento-del-cancer-de-pulmon.html

 

Figura 2: Pele acometida por uma dermatofitose.

Fonte: http://www.dermatologia.net/novo/base/doencas/tineacorporis.shtml

Entry filed under: Sem categoria. Tags: .

Pesquisadores da UEM buscam novos compostos com propriedades anti-inflamatórias VOCÊ SABE O QUE ESTÁ PRESENTE NO LEITE QUE VOCÊ TOMA?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: