COMO IDENTIFICAR OS SINAIS E SINTOMAS DO AVE ?

23 de Maio de 2016 at 8:27 Deixe um comentário

Mateus Dias Antunes

Glaukus Regiani Bueno

Mestrando em Promoção da Saúde – UNICESUMAR

FONTE: Rede Brasil de AVE

FONTE: Rede Brasil de AVE

O Acidente Vascular Encefálico (AVE) que foi por muitos anos conhecido por “derrame cerebral”, que se caracteriza pela interrupção da irrigação sanguínea das estruturas do encéfalo, portanto ocorre quando o sangue que irriga o cérebro com oxigênio e glicose deixa de atingir a determinada região, acarretando a diminuição da funcionalidade dos neurônios.

Seu início é súbito, podendo ocorrer devido à falta de irrigação sanguínea em um determinado local do cérebro, acarretando morte de tecido cerebral. A determinação do tipo de AVE depende do tipo que originou, sendo Isquêmico ou Hemorrágico. O Isquêmico refere-se a qualquer processo durante o qual um tecido não recebe nutriente, como neste caso o oxigênio, pois ele é essencial para metabolismo das suas células, sendo assim é induzido por oclusão de um vaso ou redução da pressão de perfusão cerebral. Quando acontece uma hemorragia cerebral, é considerado um extravasamento de sangue para fora dos vasos, onde o sangue pode afetar o interior do cérebro e nos espaços cheios de fluídos.

Os sinais de alertas são: confusão mental, dor de cabeça forte sem causa conhecida, dificuldade de enxergar com um ou com ambos os olhos, fraqueza ou dormência no rosto, braços ou pernas, especialmente se isso for de um lado do corpo, dificuldade na fala e ao caminhar, tonturas ou perda de coordenação e equilíbrio. Se perceber esses sinais, vá para o hospital.

Existemalguns fatores de riscos que podem predispor a um AVE, o grupo de riscos modificáveis e os não modificáveis. O grupo de risco não modificáveis destacam-se indivíduos do sexo masculino, baixo peso ao nascimento, historia familiar de ocorrência de AVC e os idosos, ou seja, esses fatores as pessoas não podem mudar, são características próprias. Por outro lado, os fatores de risco modificáveis, estão passiveis de alterações, isso depende do individuo para a tomada de decisão para mudança de estilo de vida, através do controle da hipertensão arterial sistêmica, tabagismo, diabetes mellitus.

Afinal, existe alguma maneira de prevenir o AVE? Estudos apontam que algumas mudanças no estilo de vida auxiliam na prevenção de um episódio de AVE como:

  • Controlar a Hipertensão arterial.
  • Contro
  • lar e monitorar o peso corporal.
  • Realizar uma prática regular de exercício físico.
  • Reduzir o colesterol.
  • Ter uma alimentação saudável e balanceada.
  • Ter uma gravidez saudável.
  • Manter a saúde do coração em dia
  • Não fumar.
  • Evitar bebidas alcoólicas.

PARA SABER MAIS ACESSE:

http://www.abavc.org.br/

http://www.tuasaude.com/sintomas-de-avc-acidente-vascular-cerebral/

 

REFERÊNCIAS:

DALL, Renata; MACHADO, Ariana de Oliveira; PIAZZA, Lisiane; SEGALIN, Willian; SCHIAVINATO, Janaína Cardoso Costa. Identificação dos fatores de risco modificáveis, do grau de comprometimento neurológico e do conhecimento a respeito da doença em pacientes internados com AVE. Conscientiae Saúde, v. 9, n. 2, p. 253-259, 2010.

Entry filed under: Sem categoria. Tags: .

PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA TAMPONAMENTO CARDÍACO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: