O segredo é cozinhar!

21 de Julho de 2016 at 8:32 Deixe um comentário

Natália Brita Depieri

Graduanda em Ciências Biológicas na Universidade Estadual de Maringá

Você já se perguntou por que os humanos possuem um cérebro mais desenvolvido que os outros animais? Pois é, ao longo da história muitas pessoas se fizeram essa pergunta e tentaram respondê-la. A neurocientista Suzana Herculano-Houzel também foi em busca dessa resposta e propôs uma teoria para isso. Os cientistas em geral acreditavam que o número de neurônios aumentava de acordo com a evolução, e, que cérebros do mesmo tamanho possuem o mesmo número de neurônios. Consequentemente, quanto maior o tamanho do cérebro, maior o número de neurônios. Então por que nós estudamos os elefantes e não são eles que nos estudam? Já que o cérebro de um elefante possui aproximadamente 4,5 kg e é muito maior que um humano que possui em média 1,5 kg? A neurocientista apresenta informações de que isso indica que os cérebros não são feitos da mesma forma. Sabemos que a nossa capacidade cognitiva é muito maior que a de um elefante, portanto, o que nosso cérebro possui de tão especial? Será que a resposta para isso é a quantidade de neurônios? Há poucos anos atrás acreditava-se que o cérebro humano tinha cerca de 100 bilhões de neurônios. Porém, ninguém sabia de onde havia surgido essa informação. Suzana Herculano e seu grupo desenvolveram então uma técnica para contar neurônios e confirmar esse número (para saber mais leia o artigo completo citado no final do texto). Entretanto, descobriram que o cérebro humano possui aproximadamente 86 bilhões de neurônios. Com essa mesma técnica foi possível contar os neurônios de outros animais, e puderam observar que o cérebro de diferentes grupos animais são formados de maneiras distintas. Como por exemplo, o cérebro de um primata tem mais neurônios que o cérebro de um roedor, mesmo que ambos tenham o mesmo tamanho. Mediante cálculos de proporções verificou-se que nosso cérebro possui as proporções morfológicas de um cérebro de primata para um corpo de primata. Ou seja, somos primatas mesmo! Mas, se não é o número de neurônios que nos diferencia dos outros animais, o que mais poderia ser? Sabe-se que cada bilhão de neurônios consome cerca de 6 kcal por dia. Em vista disso, nosso cérebro consome aproximadamente 516 kcal/dia. O que é um valor muito alto, em vista das 2000 kcal que o organismo precisa consumir diariamente. Um primata leva no máximo 9 horas por dia comendo para conseguir manter seu corpo e seus 30 bilhões de neurônios. Logo, para mantermos nossos 86 bilhões precisaríamos passar muito mais que 9 horas comendo, porém não sobraria tempo nem para usarmos as funções cognitivas avançadas que temos. Assim sendo, não teríamos vantagem em possuir tantos neurônios. Pensando nisso, qual é a diferença entre a nossa alimentação e a alimentação de outros primatas? Nós cozinhamos! Isso mesmo, esse é o grande segredo. Os demais primatas comem alimentos crus. Porém, com a descoberta do fogo passamos a cozinhar nossos alimentos e fazer uma pré-digestão deles fora do corpo. Os alimentos que são cozidos facilitam a mastigação e consequentemente aumentam a capacidade de absorção nutritiva deles no intestino. O que nos leva a absorver mais energia em menos tempo, suprir a grande demanda cerebral e utilizar nossos neurônios para outras atividades. Essa é a teoria desenvolvida pela Suzana Herculano-Houzel para o que diferenciou o cérebro humano dos demais animais.

Legenda: A pesquisadora Suzana Herculano-Houzel Fonte: http://www.sextante.com.br/noticias/?tag=suzana-herculano-houzel

Legenda: A pesquisadora Suzana Herculano-Houzel
Fonte: http://www.sextante.com.br/noticias/?tag=suzana-herculano-houzel

Fonte: http://www.scielo.br/pdf/rbp/v28n4/12.pdf

Fonte: http://www.scielo.br/pdf/rbp/v28n4/12.pdf

 

 

 

 

 

 

 

PARA SABER MAIS ACESSE:

 

Você também pode acessar o artigo que explica a nova maneira de contar neurônios em:

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/cne.21974/abstract

Entry filed under: Sem categoria. Tags: .

DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA EM ZOOLÓGICOS E PARQUES COMO EVITAR A CONSTIPAÇÃO INTESTINAL EM IDOSOS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: