SÍFILIS, A DST QUE ATINGE GRANDE PARTE DA POPULAÇÃO!

11 de Janeiro de 2018 at 9:15 Deixe um comentário

autora

Jessica Naiara Gimenez Noronha – Mestranda do PBF

Causada pela Bactéria Treponema Pallidum, a sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST) que atinge uma grande parte da população, é uma doença conhecida popularmente como cancro duro, pela formação de úlceras com as bordas endurecidas nos primeiros sintomas da doença. A sífilis é transmitida através de sexo sem camisinha, beijio, transfusão de sangue contaminado ou da mãe infectada para o bebê na gestação ou no parto (sífilis congênita).

A sífilis apresenta diferentes estágios e sintomas, atingindo tanto órgãos sexuais como outras partes do corpo. O primeiro estágio da doença é conhecida como sífilis primaria, onde aparecem feridas indolores algumas semanas após o contagio, nem sempre são visíveis, principalmente se estiverem localizadas no colo do útero. Após algumas semanas essas feridas desaparecem, mas ela continua transmitindo a doença.

O segundo estágio da sífilis ocorre em até oito semanas após o aparecimento das feridas, e é conhecida como sífilis secundária, ela começa a se espalhar do sangue para a pele, fígado, articulações, nódulos linfáticos, músculo e cérebro. Nessa fase além do paciente apresentar manchas isoladas com contorno circular ou oval de cor rosada principalmente no tronco, membros, palma das mãos e pés, também apresenta sintomas de um pequeno resfriado, como febre, dores musculares, dor na cabeça, dor na garganta com dificuldade de engolir e íngua nas axilas ou em outras regiões do corpo. Nessa fase se o individuo ainda não procurar o tratamento para a sífilis, os sintomas desaparecem novamente.

Na terceira fase chamada de sífilis terciária, pode demorar anos para se manifestar, mas quando o indivíduo começa a apresentar sintomas, eles já são severos, pois a doença ataca o sistema cardiovascular (coração), fígado, nervos, ossos, vasos sanguíneos e articulações, levando a problemas como infarto, falência do coração, rompimento dos vasos, granulomas e doenças neurológicas.

Ainda há mais uma fase da sífilis chamada congênita que é transmitida da mãe para o bebê durante a gestação ou parto, nem sempre os bebês apresentaram sintomas ou nascem infectados, mas se houver a infecção eles podem nascer apresentando rachaduras nos pés e nas mãose algumas manchinhas róseas pelo corpo, com a possibilidade de desenvolver cegueira ou surdez, problemas mentais, queda dos cabelos e alterações nas unhas e Dentes.

A sífilis hoje é uma doença que tem tratamento que leva a cura do paciente quando realizado com dedicação, por isso a importância de se realizar o diagnostico em algum órgão de saúde precocemente, isso inclui mães em fase de pré-natal, pois com o tratamento adequado a chance de se ter sífilis congênitas são baixas.

Para saber mais acesse: https://www.tuasaude.com/sifilis/

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Fungos e bactérias!!! Benéficos ou maléficos? Construa Uma Boa Palestra para a Divulgação do Conhecimento Científico

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: