TÉCNICA HIPOPRESSIVA OU TÉCNICA DA “BARRIGA NEGATIVA” NO TRATAMENTO DA INCONTINÊNCIA URINÁRIA

3 de Abril de 2018 at 8:35 Deixe um comentário

Carolina Miqueleto Santoro1

Carmem Patricia Barbosa2

1Acadêmica do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Maringá-PR, Brasil. 

2Professora Doutora do Departamento de Ciências Morfológicas (DCM), Área de Anatomia Humana da UEM, Maringá-PR, Brasil.

Na semana passada apresentamos um texto sobre incontinência urinária e suas formas de prevenção. Uma das técnicas citadas no texto e atualmente bastante utilizada no combate à incontinência, é a técnica hipopressiva ou também chamada técnica da “barriga negativa”. Você já ouviu falar desta técnica?

Elafoi criada na Europa por Marcel Caufriez e recentemente chegou ao Brasil já sendo aplicada por profissionais da área da saúde, pois incluiexercícios que associam práticas respiratórias e posturais. Inicialmente ela tinha o objetivo de cuidar da saúde de mulheres no período pós-parto. Todavia, depois de muitos estudos na área e da colaboração de profissionais como Piti Pinsach e Tamra Rial, os exercícios hipopressivos foram indicados para o tratamento de outras doenças do assoalho pélvico, assim como para fins estéticos. Inclusive, segundo pesquisas clínicas, eles podem diminuir até 12 centímetros da região abdominal. Olha que maravilha!!!

Mas afinal, o que a técnica hipopressiva tem de tão diferente? O fato dos exercícios serem hipopressivos, ou seja, diminuírem a pressão dentro do abdome, faz algo diferente dos exercícios aos quais estamos acostumados. Isso porque cria um vácuo na região abdominal (o ar é retirado desta cavidade) e os músculos mais profundos da região abdominal e do assoalho pélvico são ativados. O músculo transverso do abdome, por exemplo, é um dos músculos que sofre tal ativação. Além disso, durante a respiração utilizada nesta técnica, o músculo diafragma sobe em direção à cavidade torácica tracionando os órgãos abdominais para cima e fazendo com que eles se reposicionem acima do lugar onde normalmente ficam (normalmente, por influência da gravidade, estes órgãos se posicionam mais para baixo).

Você deve estar pensando o que isso muda em seu corpo? Na verdade, a ação dereposicionar os órgãos é importante porque diminui os riscos de prolapso dos órgãos, ou seja, eles não “caem”. Além disso, a ativação dos músculos do assoalho pélvico faz com que o controle da uretra (canal por onde passa a urina para ser eliminada para fora do corpo)seja mais eficiente, diminuindo assim a incidência de incontinência urinária.

Adicionalmente, muitos pesquisadores comprovaram em estudos aplicados que constipação intestinal, diástase abdominal, problemas sexuais, hérnias e até desvios posturais podem ser tratados com a técnica hipopressiva. E como se ja não fosse o bastante, alguns autores afirmam que até a circulação sanguínea melhora com sua prática.

Ficou interessado? Quer praticar?Primeiro, você deve procurar um profissional habilitado para te conduzir da melhor maneira. Os livros sobre o método afirmam que praticando apenas 30 minutos uma vez por semana, acrescidos de 5 minutos ao dia, os resultados são certos! Inclusive, os autores afirmam que em 12 semanas já é possível observar melhora nos parâmetros estéticos e na própria saúde.

É muito importante entender que os EXERCÍCIOS HIPOPRESSIVOS NÃO FARÃO VOCÊ PERDER GORDURA!O que ocorre é o afunilamento da cintura, uma vez que os órgãos são reposicionados e os músculos mais profundos tornam-se tonificados e hipertrofiados.

Finalizamos com algumas dicas importantes para quem quer fazer estes exercícios: Procure um profissional qualificado, aprenda corretamente a nova técnica e lembre-se de quenão se deve fazer esforço físico após as refeições. Ademais, antes de se exercitar, certifique-se de que sua bexiga urinária está vazia. Estas medidas preventivas simples podem minimizar o aparecimento da incontinência urinária.

REFERÊNCIAS

RIAL T, PINSACH P. Técnicas hipopressivas. 9ª ed. Vigo, Espanha: EdicionesCardeñoso; 2015

CAUFRIEZ M. El método hipopressivo del dr. Marcel Caufriez. MC editions. 2016: 11-45.

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

CONHECENDO A INCONTINÊNCIA URINÁRIA: O QUE É, QUAIS SEUS SINTOMAS E COMO TRATAR COLUNA VERTEBRAL: É CONHECENDO QUE SE PREVINE SEUS MALES

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Site do MUDI

Arquivo


%d bloggers like this: