Posts tagged ‘insetos’

Insetos X Proturas: Semelhanças de “família”

Klebert Faria da Silva

Biólogo – Pós-graduando em Biologia e Conservação

de Fauna Silvestre – UEM

Possuem na cabeça um par de antenas, olhos compostos, ferrões ou mandíbulas terríveis, além de seis membros no corpo, podendo até mesmo ter o poder de voar! Podem ser carnívoros, herbívoros ou podem também se alimentar de indivíduos da mesma espécie. Sim… Os insetos parecem mesmo ter sido tirados diretamente daqueles filmes de terror com baixo orçamento dos anos 80, causando igualmente náuseas, pavor e incômodo na maioria das pessoas leigas sobre essas criaturinhas!

Exemplos de besouros. Fonte: http://aristonorganic.com/

Exemplos de besouros. Fonte: http://aristonorganic.com/

A impressão que se tem de que todos os insetos são pragas urbanas ou agrícolas e de que são seres asquerosos que existem somente para amedrontar deve-se à falta de informação e conhecimentos gerais em ecologia. Porém, se observarmos mais atentamente, é possível perceber grande beleza em sua notável variedade de cores, formatos e organização social, e a partir daí, começar a compreender as funções e importância ecológica dos insetos na natureza.

Se os insetos no geral, com todas essas características podem parecer estranhos sob um olhar superficial, então um animal sem suas características típicas seria melhor, certo? Pois então, vou apresentar-lhes os “Proturas”.

Cabeça de um Protura evidenciando ocelos e primeiro par de membros. Fonte: http://macromite.wordpress.com/

Cabeça de um Protura evidenciando ocelos e primeiro par de membros.
Fonte: http://macromite.wordpress.com/

Para começar, não possuem olhos e nem antenas. Pronto! Já parecem mais agradáveis em relação aos outros insetos, não é mesmo?  Pois bem… No lugar dos olhos há apenas a presença de um par de ocelos rudimentares que não fazem mais do que perceber se está claro ou escuro e a função das antenas é feita pelo primeiro par de membros ou patas, que possuem numerosos pelos sensoriais sensíveis ao tato, além de também terem a função de farejar. É… Realmente, não ficaram com uma melhor aparência.

Mas acalme-se. Os Proturas são diminutos seres que chegam medir ao máximo 2,0 milímetros de comprimento e só podem ser encontrados abaixo dos 10 cm de profundidade no solo de florestas, onde se alimentam principalmente de matéria orgânica, sendo ótimos agentes decompositores, dando continuidade ao ciclo dos nutrientes nos ambientes em que vivem. Mas algumas espécies podem se alimentar também de Micorrizas, que são associações entre algumas espécies de fungos com as raízes das plantas, mas a verdadeira importância deste tipo alternativo de alimentação, ainda é desconhecida pelos pesquisadores.

Por esse estilo de vida incomum, e a falta de várias estruturas que são compartilhadas entre os insetos, os Proturas, atualmente são considerados parentes primitivos destes pequenos moradores de nossas casas e jardins. E apesar de suas “esquisitices”, é notável a grande importância destes seres na natureza. Para saber mais, vale a pena dar uma olhada no site: http://tolweb.org/tree?group=Protura.

 

21 de Julho de 2014 at 10:32 Deixe um comentário

Homem-Aranha ou Homem-Inseto?

Cynthia Priscilla do Nascimento Bonato Panizzon

Doutoranda Programa Biologia Comparada

01

 

Apesar dos insetos formarem a maior classe do Reino Animal com mais de 800 mil representantes, as aranhas não fazem parte desse grupo. E você sabe o por quê? Se não, é hora de saber!!! As aranhas pertencem à classe dos aracnídeos a mesma dos escorpiões, ácaros e carrapatos. Classe? Como assim classe? Estão na escola? Nããããããão, é que para facilitar o estudo, cientistas da área de biologia os dividem em grupos, de acordo com características comuns. Estes grupos são chamados de classes.

Os animais da classe dos aracnídeos apresentam características básicas como às listadas abaixo e demonstradas na figura:

01 bQuatro pares de patas; Corpo dividido em cefalotórax e abdômen; Um par de apêndices modificado em quelícera; Um par de pedipalpo; Não apresentam mandíbula; Não possuem antenas e nem asas.

Já os insetos possuem:

02

Três pares de patas; Corpo dividido em três partes distintas (cabeça, tórax e abdome); Mandíbula; Possuem antenas; Podem apresentar asas, quando presente possuem de 1 a 2 pares.

O cefalotórax é o agrupamento da cabeça e do tórax onde encontram-se os olhos, a quelícera o pedipalpo e as patas. Apesar das aranhas possuírem olhos sua visão é pouco desenvolvida. As quelíceras se encontram ao redor da boca e são estruturas que além de envolvidas na manipulação dos alimentos também serve para a injeção de peçonha (veneno). Já os pedipalpos estão localizados externamente a quelícera e servem, na maior parte das espécies para ajudar-las na alimentação e em algumas espécies encontram-se modificados como órgãos copuladores.

Outra característica das aranhas é a produção de seda. Assim como  material de construção a seda das aranhas tem um grande número de aplicações. Pode ser usada na construção de teias para capturar alimento, proteção dos ovos e também na edificação de abrigos.  Você já viu algum bicho grudado em uma teia? É que ela é coberta por uma substância grudenta. Assim, o inseto que voa desavisado pode esbarrar em uma delas e ficar preso em seus fios. Se isso acontecer, já era! Ele certamente será a próxima refeição da Dona Aranha. Outra utilização bem comum da seda é como cabo de segurança. Conforme as aranhas se movem de um lugar para outro, elas deixam um fio fino e seco atrás delas. Se ela ficar em perigo, pode rapidamente voltar pelo fio de teia.

03

Como você pode observar as aranhas possuem bastantes características próprias e diferentes dos insetos. Sendo assim, da próxima vez que você assistir o Homem – Aranha você já pode informar aos seus colegas e ao próprio personagem que a aranha é um aracnídeo e não um inseto.

8 de Abril de 2013 at 8:41 2 comentários


Site do MUDI

Arquivo